Damares vai à DP que investiga pedófilo acusado de fazer 60 vítimas no DF

Ministra irá até Taguatinga para saber como atuava o homem preso no interior do Maranhão pela PCDF

atualizado 24/07/2020 15:02

Andre Borges/Esp. Metrópoles

Com o objetivo de saber como atuava o homem preso suspeito de exploração sexual de adolescentes pela internet, Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, visitará a 12ª Delegacia da Polícia Civil, em Taguatinga, nesta sexta-feira (24/7).

Segundo a pasta, a ministra quer conversar com o delegado para criar ações de prevenções a crimes desse tipo. Nas próximas semanas, o ministério deve lançar uma campanha para alertar famílias sobre os riscos do uso da internet sem supervisão.

0

O suspeito foi preso pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) acusado de pedofilia. Segundo investigação da 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), o acusado fez, pelo menos, 60 vítimas com idades entre 11 e 14 anos somente na capital do país.

A investigação teve início após uma ocorrência ser registrada na 12ª DP contra o homem. O suspeito, de acordo com a PCDF, teria usado uma rede social para manter conversas sexuais com um adolescente de apenas 13 anos, morador de Taguatinga.

O criminoso foi preso no interior do Maranhão. Para conseguir a confiança das vítimas, o pedófilo se passava por uma menina jovem e estimulava os adolescentes a se relacionarem virtualmente com ele.

Últimas notícias