Ciro precisa pedir desculpas públicas para selar paz com Lula, diz Gleisi

A presidente do PT também cobrou que os irmãos Gomes deixem de atacar a candidata do PT em Fortaleza, Luizianne Lins

atualizado 29/10/2020 18:10

Igo Estrela/Metrópoles

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), se mostrou cética em relação a uma possível “paz” entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o pedetista Ciro Gomes. Para Gleisi, após inúmeros ataques feitos por Ciro a Lula, uma aproximação entre os dois dependeria de um pedido público de desculpas por parte de Ciro tanto ao ex-presidente quanto ao PT.

“Lula é um homem generoso, de coração grande. Mas eu, particularmente, penso que qualquer aproximação com Ciro Gomes passa por um pedido público de desculpas dele ao Lula e ao PT, pelo que ele disse, principalmente ao Lula”, disse Gleisi.

A deputada não participou do encontro entre os dois ocorrido há um mês no Instituto Lula, em São Paulo. Essa reaproximação foi articulada pelo governador do Ceará, Camilo Santana, que é aliado político de Ciro e de seu irmão, Cid Gomes, no estado.

Mais cedo, em entrevista à Radio Arapuan FM, de João Pessoa, a presidente do PT, Gleisi Hoffmamm, disse esperar que os irmãos Ferreira Gomes parassem os ataques contra a candidata do PT à Prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins.

“Espero que os Ferreira Gomes façam um gesto nesta direção, pedindo a seu candidato em Fortaleza para cessar os ataques à candidata do PT, Luiziane Lins.” Gleisi disse que não poderia falar do encontro entre os dois, porque não participou, mas enfatizou que “qualquer gesto que contribua para unir a oposição é importante”.

O rompimento entre os dois ocorreu na campanha de 2018, quando Ciro esperava apoio do PT para sua candidatura, o que acabou não ocorrendo. O PT lançou na última hora o nome de Fernando Haddad, visto que Lula foi impedido de participar do pleito devido à condenação em segunda instância.

Haddad foi ao segundo turno contra Jair Bolsonaro, e perdeu – sem apoio de Ciro Gomes, que escolheu viajar para Paris, algo que os petistas insistem em lembrar a cada dia.

0

 

 

 

Últimas notícias