Bolsonaro quer que postos mostrem preço da gasolina na refinaria

Presidente citou versículo bíblico para sustentar a proposta: "Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará"

atualizado 07/02/2020 11:25

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Em meio ao clima acirrado com os governadores, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) revelou, nesta sexta-feira (07/02/2020), que estuda obrigar os postos de gasolina a colocar uma placa com o valor dos combustíveis nas refinarias.

A informação foi revelada a apoiadores do presidente, que o aguardava em frente ao Palácio da Alvorada.

“Tive uma ideia agora, tem que ver se é possível, para ter em cada posto de gasolina uma placa: ‘preço na refinaria‘. É o ‘João 8, 32’ da gasolina”, disse.

“Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, completou um dos presentes, em referência ao versículo bíblico citado pelo presidente. Essa é uma das passagens que o presidente mais cita da Bíblia.

A Petrobras reduziu nesta quinta-feira (05/02/2020) os preços da gasolina e do diesel em 4,3% e 4,4%, respectivamente. É a quarta queda desde o início do ano.

Por outro lado, os preços nos postos de combustível se mantiveram praticamente estável.

A gasolina está sendo vendida nos postos de combustível a uma média de R$ 4,580. Na primeira semana de janeiro (entre 5 e 11), a gasolina custava alguns centavos a menos: R$ 4,558.

Mais cedo, Bolsonaro postou um vídeo em uma rede social que explica a incidência dos tributos estaduais e federais sobre a gasolina.

“A vigarice está no governo do estado do Rio Grande do Sul”, diz o comentarista, ao destacar que a “matemática sobre o ICMS” é igual para todo o país.

O preço da gasolina tem inflamado a relação de Bolsonaro com os chefes dos Executivos estaduais.

Últimas notícias