Bolsonaro sobre Canuto: “Vai ser mais útil na Dataprev”

O presidente trocou o comando do Ministério do Desenvolvimento Regional nessa quinta-feira (06/02/2020)

atualizado 07/02/2020 9:53

Andre Borges/Esp. Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou com admiradores a troca de comando no Ministério de Desenvolvimento Regional publicada na quinta-feira (06/02/2020) e disse que o ex-ministro Gustavo Canuto, que deixou a pasta, será mais útil na Dataprev — empresa de tecnologia de processamento de dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A pasta passou a ser ocupada pelo tucano Rogério Marinho, um dos nomes mais prestigiados da equipe econômica e que comandou a reforma da Previdência no ano passado, estando à frente da Secretaria de Previdência do Ministério da Economia.

“Trocou ministro ontem [quinta-feira]. O Canuto é muito bom também, mas vai ser mais útil na Dataprev“, disse Bolsonaro a um dos apoiadores que o aguardavam na portaria do Palácio da Alvorada.

Canuto não contava com a aprovação do ministro da Economia, Paulo Guedes, devido à insistência em tocar projetos como o Minha Casa Minha Vida, que significam gastos para o governo.

Na pasta do Desenvolvimento, ele entrou em rota de colisão com parlamentares ao tentar tirar das prefeituras a condução das seleções de pessoas a serem beneficiadas por projetos sociais. Na prática, essa seleção acaba sendo um instrumento político nas mãos dos prefeitos e lideranças locais.

Orçamento
O presidente evitou dar entrevista aos jornalistas. Ao falar com outro admirador sobre a possibilidade de se federalizar uma obra, Bolsonaro disse que o país tem problemas para “colocar o orçamento no trilho”.

“É aquele cara que ganha R$ 2 mil por mês e está dizendo R$ 20 mil por hora”, comparou Bolsonaro.

Últimas notícias