Bolsonaro compara eleição a self-service: “10 produtos, 8 estragados”

Presidente também alfinetou prévias do PSDB, cujo processo foi adiado após pane no aplicativo de votação: “É o voto eletrônico”

atualizado 22/11/2021 11:58

Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na saída do Palácio da AlvoradaRafaela Felicciano/Metrópoles

Em interação com apoiadores na manhã desta segunda-feira (22/11), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou, sem citar nomes, seus oponentes nas eleições de 2022.

“O que eu vejo nas eleições é que é um self-service. Tem uns 10 produtos na mesa. Tem uns oito tóxicos, né? Tem uns oito estragados”, afirmou o chefe do Executivo federal a simpatizantes, no cercadinho do Palácio da Alvorada.

“Até pouco tempo, ninguém sabia de nada. Nem direita. A direita não existe ainda, está em formação. Tem aparecido os falsos conservadores, aparecido bastante. Bastante não: uns conhecidos aí”, prosseguiu o mandatário.

0

As declarações, feitas antes de o presidente se dirigir ao Palácio do Planalto, foram registradas por um canal bolsonarista no YouTube. O jogador de vôlei Maurício Souza estava ao lado do presidente.

Prévias do PSDB

Bolsonaro também comentou a confusão causada pela pane no aplicativo e o consequente adiamento da votação nas prévias do PSDB, instrumento definido para a escolha do candidato tucano para a Presidência da República em 2022. O processo, que deveria ter sido concluído do domingo (21/11), acabou sendo adiado em razão do problema.

“Viu a confusão ontem? Eu não vou falar nisso, porque eu não tenho nada a ver com o outro partido, mas deu uma confusão em São Paulo ontem. É o tal do voto eletrônico”, disse Bolsonaro, rindo.

Os candidatos tucanos decidiram definir a data de retorno do pleito nesta segunda-feira (22/11), após reunião com os responsáveis pelo software.

Os três nomes em disputa são o governador de São Paulo, João Doria, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus (AM) Arthur Virgílio. A decisão foi divulgada por Doria, após uma reunião dos candidatos com a direção nacional do partido, capitaneada pelo deputado federal Bruno Araújo (PE).

Mais lidas
Últimas notícias