PSDB adia processo das prévias após falha em aplicativo de votação

O partido informou que uma nova data será definida para a reabertura do processo que vai escolher o candidato à Presidência da República

atualizado 21/11/2021 18:45

Militantes de Eduardo Leite no PSDBHugo Barreto/Metrópoles

O PSDB anunciou na noite deste domingo (21/11) que encerrou a votação em urna eletrônica e adiou o processo por meio do aplicativo – nas prévias que vão definir o candidato do partido à Presidência da República – após a plataforma apresentar falhas durante todo o dia.

O partido informou também que uma nova data será definida para a reabertura do processo de votação para os filiados que não puderam registrar o voto neste domingo.

“Os votos recebidos tanto pelo aplicativo quanto por meio das urnas eletrônicas ao longo deste domingo serão totalizados ao final do processo de votação. A integridade e a segurança do sistema estão totalmente preservadas”, garantiu o partido por meio de nota publicada em conta oficial no Twitter.

Todos os votos registrados desde a abertura da votação serão computados, segundo a sigla.

Instabilidade

Instabilidade no sistema de votação das prévias do PSDB impediu a escolha do candidato tucano à Presidência da República em 2022, segundo filiados à legenda.

A reclamação não é de lentidão no aplicativo, mas de impossibilidade de votar. Em nota, o presidente do diretório de São Paulo, Marco Vinholi, diz que, até 12h30, a ferramenta ficou mais de quatro horas instável.

Em grupos do PSDB, filiados dizem que estão tentando votar desde cedo e não conseguem. “Toda hora trava, chego até o momento de escolher o candidato e na hora de mandar a foto para validar o voto, simplesmente trava e volta do início”, diz um dos comentários.

Causas investigadas

Em nota, a Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), desenvolvedora do aplicativo que apresentou problemas, informou que investiga as causas da instabilidade e assegurou que os votos registrados não serão perdidos e a segurança do sistema não foi afetada.

Veja a íntegra da nota:

“A Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS) esclarece que está investigando todas as possíveis causas da instabilidade verificada no aplicativo das prévias do PSDB. Desde que os primeiros relatos foram informados, os esforços dos técnicos da instituição estão em descobrir a causa da lentidão do sistema. Assim que houver total comprovação, o detalhamento desse ocorrido será levado a público.

Ao contrário do que foi especulado, os problemas não têm qualquer relação com a compra de licenças para suportar o reconhecimento facial dos filiados. Tanto é que o mesmo número de certificados permitiu o cadastramento bem-sucedido dos mais de 44 mil eleitores.

Os votos até agora registrados não serão perdidos, e a segurança do sistema não foi afetada. Todo o processo está sendo acompanhado por técnicos representando as três chapas inscritas, garantindo lisura e transparência”.

Mais lidas
Últimas notícias