Após quebra de cartaz, Câmara abre exposição exaltando a PM

Mostra com imagens de policiais em situações simpáticas se segue à polêmica de quebra de cartaz de exposição contra o racismo, em novembro

Raphael Veleda/Metrópoles

atualizado 05/02/2020 20:59

O corredor entre o prédio principal da Câmara dos Deputados e o Anexo IV da Casa ganhou, por ocasião do fim do recesso parlamentar, uma exposição exaltando as polícias militares de todos os estados e do DF. A mostra foi pedida pela bancada ligada à segurança pública como um contraponto a uma obra exposta em novembro do ano passado, celebrando o Mês da Consciência Negra.

A placa que mostrava um jovem negro baleado por um policial e denunciava o “genocídio da população negra” foi vandalizada pelo deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP), em um evento que causou grande polêmica na época.

A nova exposição traz imagens e dados relacionados às PMs de todo o país. As imagens mostram policiais em momentos de celebração com a população, posando para fotos com crianças ou cachorros. Os dados mostram principalmente quedas nos índices de criminalidade em cada unidade da federação.

Veja algumas das imagens expostas:

0

A quebra do cartaz pelo deputado do PSL, que na época transmitiu o protesto por suas redes sociais, ocorreu em 19 de novembro do ano passado, véspera do Dia da Consciência Negra. A obra, desenhada pelo cartunista Carlos Latuff, acabou sendo remendada e recolocada no lugar por ordem do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Raphael Veleda/Metrópoles

vandalismo do deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) causou forte reação tanto no Parlamento quanto fora dele. O parlamentar foi denunciado ao Comitê de Ética da Câmara por quebra de decoro e espera julgamento neste primeiro semestre de 2020.

Nas redes sociais, o mesmo deputado celebrou a nova exposição e mostrou que ainda não superou o episódio do ano passado. Veja a postagem:

Últimas notícias