Olavo diz que, na verdade, é vítima de ataques de Santos Cruz

Escritor usou sua rede social para chamar ministro-chefe da Secretaria de Governo de “bosta engomada”

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 06/05/2019 19:28

Em continuidade à troca de farpas entre o escritor Olavo de Carvalho e o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Carlos Alberto Santos Cruz, o guru bolsonarista voltou às redes sociais para afirmar, nesta segunda-feira (06/05/2019), que só começou com os insultos após ser “xingado” pelo ministro. Logo depois, em outro post, descreveu o militar como um “grosseiríssimo ingrato e difamador”.

Neste sábado (04/05/2019), o escritor usou sua rede social para chamar Santos Cruz de “bosta engomada” e o comparou com o político Ciro Gomes (PDT-CE).

“Santos Cruz e Ciro Gomes são aqueles tipos de bandidinhos que não podem receber um elogio sem respondê-lo com insultos, para mostrar que são gostosões. Gente sem caráter nem valor. Bostas em toda a extensão do termo”, disse o mentor de Bolsonaro.

“Esquizofrênico”
O guru bolsonarista chegou convocar uma hashtag pelo Twitter pedindo a exoneração do ministro Santos Cruz, que ficou entre as mais compartilhadas da rede. No mesmo dia, o general disse que Olavo é um “desocupado esquizofrênico”.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assumiu um lado na briga e defendeu Olavo. Pelo Twitter, o presidente inflamou a ala que age para reduzir o espaço dos militares em sua gestão.

Nesta segunda, horas antes do tuíte do escritor, ex-comandante do Exército Brasileiro general Eduardo Villas Bôas defendeu Santos Cruz pela redes e disse que Olavo de Carvalho  é um “Trostki de direita”.

Últimas notícias