Interino, José Paulo Martins assumirá Secretaria da Cultura

Titular da pasta foi exonerado nesta sexta-feira (17/01/2020) após parafrasear o ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels

Reprodução/FacebookReprodução/Facebook

atualizado 17/01/2020 16:05

O secretário especial adjunto da Secretaria Especial de Cultura, José Paulo Martins, assumirá interinamente a pasta até que seja indicado o substituto de Roberto Alvim, exonerado nesta sexta-feira (17/01/2020). Alvim caiu depois de parafrasear, em vídeo institucional da secretaria, o ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels.

Está é a segunda vez que Martins assume a pasta: em outubro do ano passado, quando Henrique Pires foi tirado do cargo por se posicionar contra a suspensão de edital para TVs públicas que previa também obras de cunho LGBTQ.

Martins está na pasta desde a gestão de Marcelo Calero, ex-ministro de Michel Temer (MDB). Em 2016, ele assumiu a Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic). No currículo, ele carrega passagens pela Fundação Iberê Camargo, pela Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul e pelo Instituto Gerdau.

Alvim causou revolta por, ao lançar o “Prêmio Nacional das Artes”, adotar estética, simbologia, discurso e até fundo musical associados ao nazismo. Frente à reação de autoridades e das redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu exonerá-lo, julgando “insustentável” sua permanência à frente da pasta.

Últimas notícias