Homem é preso por importunação sexual durante posse de Bolsonaro

Polícia Civil registrou cinco furtos de celulares e de uma motocicleta durante os festejos na Esplanada dos Ministérios

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 02/01/2019 7:25

Um homem foi preso por policiais militares durante a posse do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL), na região central de Brasília, nesta terça-feira (1º/1). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF), ele é acusado de importunação sexual e foi conduzido para a 5ª Delegacia de Polícia (centro da capital), onde permanece detido.

Ainda de acordo com a SSP-DF, a Polícia Civil do Distrito Federal registrou cinco furtos de celulares e de uma motocicleta durante os festejos na Esplanada dos Ministérios. Cerca de 115 mil pessoas prestigiaram a posse de Bolsonaro, segundo o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) e o Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB).


A SSP-DF informa ainda que o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) precisou realizar duas desobstruções de vias: veículos bloqueavam o fluxo próximo ao Ministério da Defesa e também entre o Teatro Nacional e o prédio do Incra (N2).

Ainda conforme a nota da Secretaria de Segurança Pública, o Corpo de Bombeiros Militar realizou 18 atendimentos e apenas uma pessoa foi transportada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Base com sinais de embriaguez. No entanto, até as 14h30, os próprios bombeiros informaram a imprensa terem atuado em 27 ocorrências: a maioria sem gravidades. Os casos mais preocupantes eram de crises de hipoglicemia e mal súbito. Os militares levaram duas pessoas para atendimento hospitalar.

Segundo as autoridades, a Operação Posse Presidencial transcorreu dentro do planejado e a dispersão do público começou no início da noite desta terça (1º), quando a comitiva presidencial e os convidados chegavam ao Palácio do Itamaraty para o último compromisso previsto pelo cerimonial: uma recepção para autoridades estrangeiras, autoridades dos três poderes da República, familiares e amigos do presidente.

A expectativa é de que o evento prossiga até as 22h, aproximadamente. Só após o fim da recepção, limpeza de vias e retiradas de barreiras instaladas na Esplanada serão realizadas. O trânsito nas vias N1, S1, N2, S2 e imediações será liberado logo depois.