Frota questiona PSL-SP por escolher Eduardo Bolsonaro como presidente

Os dois trocaram farpas nas redes sociais recentemente. Frota é contra o grupo de parlamentares influenciados por Olavo de Carvalho

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 14/05/2019 10:10

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) vai questionar na Executiva Nacional do PSL a indicação de Eduardo Bolsonaro à presidência do diretório estadual de São Paulo. Segundo ele, a bancada não teria sido consultada. A líder do governo, Joice Hasselmann (PSL-SP), deve subscrever.

Depois de trocarem farpas nas redes sociais, o ex-ator se defendeu da acusação de Eduardo de que seria “caroneiro”: “Quando o pai dele era motivo de riso, quem estava viajando o País éramos nós”, rebateu.

Frota disse ainda que se filiou ao PSL por causa da família Bolsonaro, mas não conteve críticas a Eduardo, que diz ser uma pessoa “que não conversa com nenhum dos deputados, passa sempre apressado, com a cara no telefone e cercado de seguranças”.

Frota, recentemente, também protagonizou um bate boca com o guru do filho de Jair Bolsonaro, o escritor Olavo de Carvalho. Olavo, para defender Eduardo, lembrou da carreira de Frota como ator de filmes pornográficos e chamou o parlamentar de “fruta”.  “O Alexandre Fruta ERA um ator pornô. Hoje é só pornô”, escreveu Carvalho.

Também pelo Twitter, o ex-ator ironizou o guru de Jair Bolsonaro (PSL) ao classificá-lo como “frustrado”. Ele afirmou ainda que “no seu, eu não vou nem de graça”.

“Não tinha ideia que o bom velhinho da Virgínia era fã do seguimento [sic]. Agora entendi uma das frustações dele, mas aí no seu eu não vou nem de graça”, escreveu o polêmico congressista.

Últimas notícias