Bolsonaro pede à PF que investigações sobre atentado sejam reforçadas

Presidente exibiu ao diretor da Polícia Federal vídeo em que, segundo ele, o advogado de Adélio diz que mandante paga seus honorários

ReproduçãoReprodução

atualizado 12/06/2019 22:44

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) pediu para que sejam reforçadas as investigações sobre o atentado à faca que sofreu durante a campanha eleitoral em setembro de 2018. Como argumento, ele apresentou um vídeo já divulgado em seu Twitter em que Zanone de Oliveira, advogado do autor da facada, Adélio Bispo, dá a entender que emissoras de TV pagam seus honorários. Na postagem, o presidente coloca que Zanone diz que é o mandante do atentado que paga seus serviços.

A solicitação foi feita ao diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, em um encontro com a participação do ministro Sergio Moro, ao meio-dia desta quarta-feira (12/06/2019).

A informação foi divulgada pelo porta-voz do Palácio do Planalto, Otávio do Rêgo Barros.

Conclusões
Rêgo Barros confirmou que o vídeo foi mencionado na reunião com Valeixo.“O senhor presidente entende que a Polícia Federal tem total capacidade de, aprofundando as investigações, deliberar o mais rápido possível sobre conclusões efetivas sobre o caso. É nesse sentido que ele trabalhou o seu diálogo com o Dr. Valeixo”, afirmou.

Últimas notícias