Enviada especial a São Paulo (SP) – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez uma publicação no Twitter para lamentar a morte do jornalista Ricardo Boechat. O âncora da Band News sofreu um acidente de helicóptero na tarde desta segunda-feira (11/2). A aeronave em que ele estava caiu sobre um caminhão no Rodoanel, em São Paulo. Além do comunicador, faleceu o piloto que comandava a aeronave. “Que Deus console a todos!”, desejou o chefe do Executivo, que segue internado no hospital.

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) também fizeram postagens relacionadas à morte do jornalista. “Boechat era um grande profissional, referência no jornalismo, capaz de conquistar o respeito tanto dos que convergiam quanto dos que divergiam de suas ideias e opiniões”, publicou Carlos.

Uma nota oficial sobre a morte de Boechat foi divulgada pelo governo. “A Presidência da República expressa seu pesar e condolências em razão do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, vitimado em um acidente aéreo, neste dia. O País perde um dos principais profissionais da imprensa brasileira. Sentiremos a falta de seu destacado trabalho na informação da população, tendo exercido sua atividade por mais de quatro décadas com dedicação e zelo”, diz o texto.

O presidente está em tratamento no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, depois de ter sido submetido a uma cirurgia no intestino, no dia 28 de janeiro. Na ocasião, foi retirada a bolsa de colostomia usada pelo político desde o atentado à faca sofrido na campanha eleitoral, em setembro de 2018.

Durante a internação, Bolsonaro conduz o Executivo federal de um gabinete improvisado ao lado do quarto onde se recupera. Nesta segunda (11), o presidente não tem compromissos na agenda oficial e as articulações do governo acontecem em Brasília. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tem um dia movimentado na capital da República.