Bolsonaro diz que chefe da AGU está em lista para indicação ao STF

Presidente prometeu ministro "terrivelmente evangélico" para uma das duas vagas a serem abertas no tribunal durante seu mandato

Fabio Pozzebom/Agência BrasilFabio Pozzebom/Agência Brasil

atualizado 11/07/2019 21:17

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que André Luiz Mendonça, atual chefe da Advogacia-Geral da União (AGU), é um possível nome para a prometida indicação de um ministro “terrivelmente evangélico” ao Supremo Tribunal Federal (STF). “Eu sei que ele é ‘terrivelmente evangélico’. Tem muitos bons nomes para o STF e o André Luiz é um nome que, com toda certeza, está numa lista aí”, afirmou Bolsonaro, na saída da posse do novo diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), na tarde desta quinta-fera (11/07/2019).

O presidente da República disse, ainda, que já fala em indicar um evangélico para uma das duas vagas do Supremo a serem abertas durante seu mandato desde sua pré-campanha eleitoral. Ao falar sobre a ocasião, Bolsonaro deu a entender que um ministro religioso poderia, por exemplo, ter atrasado a votação da criminalização da homofobia.

“Comecei a falar na pré-campanha, numa reunião com líderes evangélicos. Já estava no Supremo um parecer favorável da PGR para a questão de tipificar a homofobia como se racismo fosse. Vocês sabem, se alguém pedir visita no Supremo, o processo fica ali na geladeira. Então, eu falei sobre isso aí. Agora, com toda certeza, esse ‘terrivelmente evangélico’ será também um profundo conhecedor e um jurista renomado”, justificou.

Últimas notícias