Policial “gato” vira fenômeno no TikTok após ocorrência em escola

Iuri Gibaldi, de 28 anos, foi filmado por aluno e postagem já tem mais de 4 milhões de visualizações

atualizado 30/06/2022 16:30

policial gatoReprodução/Instagram

De policial militar a influencer em uma postagem. O atendimento a uma ocorrência mudou a vida do soldado Iuri Gibaldi, de 28 anos, servidor da PM em Porto Velho, Rondônia, que está se tornando rapidamente uma celebridade de alcance nacional, com a alcunha de “policial gato”.

Tudo começou no último dia 22 de junho, quando Gibaldi foi atender um chamado numa tradicional escola pública da cidade, o Instituto de Educação Estadual Carmela Dutra. Com a viatura circulando no meio do burburinho dos alunos, o policial começou a chamar a atenção da garotada e foi simpático com um deles, que pediu um sorriso dizendo que estava fazendo um vídeo “para o TikTok”.

Menos de uma semana depois, o vídeo já tinha mais de quatro milhões de visualizações no perfil do aluno. Veja o registro:

@xim3nes Policial q veio no carmela kkk #policial #carmeladutra #portovelho ♬ som original – Ximenes

Antes um ilustre desconhecido nas redes, o PM influencer já contava com mais de 30 mil seguidores em seu perfil no Instagram nesta quinta-feira (30/6) e está aproveitando a fama. Além de ter começado a postar fotos “modelando”, como a da imagem em destaque nesta reportagem, ele tem publicado nos stories registros da enorme repercussão.

Apesar disso, ele disse ao jornal O Povo que nunca se sentiu bonito. “Não tinha noção da forma que as pessoas me viam. Sempre me achei normal. Nunca fui apegado à beleza. Na verdade, até hoje tô nessa fase de ‘patinho feio'”, afirmou o tímido “policial gato”.

E a fama não é apenas virtual, como mostra outra postagem no TikTok do aluno que alçou Gibaldi ao estrelado. Veja a comoção na escola onde tudo começou:

@xim3nes Responder @ellenkariny1 ♬ som original – Ximenes

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias