Jovem por trás de perfil falso é indiciada após ofensas contra mulher negra

A pena para o crime de injúria racial é de reclusão de um a três anos e multa. A vítima procurou a Polícia Civil do Amapá

atualizado 01/10/2020 16:44

Reprodução PC

Uma mulher, de 23 anos, foi indiciada, nesta quinta-feira (1º/10), pelo crime de injúria racial. De acordo com a Polícia Civil do Amapá, a jovem usava um perfil falso nas redes sociais para proferir as ofensas.

A corporação afirma, em nota, que a suspeita usava uma conta no Facebook, em que se passava por alguém do sexo masculino. Os investigadores identificaram que a suspeita estaria na cidade de Porto Alegre (RS).

Leia a mensagem:

0

A vítima

A vítima, uma mulher amapaense, de 30 anos, afrodescendente, procurou a Polícia Civil para registrar o boletim de ocorrência.

A corporação afirma que a identificação foi feita por meio de dados telemáticos enviados pelo Law Enforcement Team da empresa Facebook. “Com a constatação, foi possível obter as informações de acesso da conexão da internet, viabilizando a identificação da ofensora”, diz a nota.

A pena para o crime de injúria racial é de reclusão de um a três anos e multa.

Últimas notícias