Inocente, homem fica preso por quase três anos no lugar do irmão

Eudes, que deveria estar detido, cumpria pena no regime semiaberto e, ao sair, não retornou à prisão

atualizado 13/12/2019 9:52

Divulgação

Um homem ficou preso por engano por quase três anos no lugar do irmão, que tem o nome parecido. Inocente, o vaqueiro Eldis Trajano da Silva foi solto na última segunda-feira (09/12/2019). O verdadeiro criminoso é Eudes Trajano da Silva, segundo informações do jornal Tribuna do Norte.

Eudes é acusado pelos crimes de roubo, furto e falsidade ideológica. Ele cumpria pena no regime semiaberto quando não voltou à prisão e se tornou foragido.

Procurada, a polícia foi ao endereço e encontrou Eldis. O homem foi levado e preso em abril de 2017, em Pedro Velho (RN).

“Chegaram [os policiais] e falaram: ‘Vamos te levar para a sua casa’. Quando vi que tinham passado de onde eu morava, fiquei aperreado dentro da viatura. Comecei a chorar, perguntando para onde estavam me levando. Me sentindo um cachorro, sem saber o que estava acontecendo”, relatou, em entrevista ao Tribuna.

No ano passado, Eudes, o suspeito, admitiu o erro em audiência e pediu perdão ao irmão. A Justiça, contudo, ainda considerou isso insuficiente para soltar o inocente. Eldis só recebeu o alvará de soltura na última sexta-feira (06/12/2019).

Últimas notícias