Para aliados, vídeo pode ajudar na reeleição de Bolsonaro: “Grande dia”

Ministro do STF Celso de Mello liberou sigilo das imagens de reunião ministerial ocorrida em 22 de abril e parte de inquérito na Corte

atualizado 22/05/2020 22:56

Para aliados do presidente Jair Bolsonaro, a divulgação do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril nesta sexta-feira (22/05) não causará problemas para o chefe do Executivo federal, e sim terá o poder de reelegê-lo em 2022. As imagens foram apontadas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro como prova de uma suposta tentativa de interferência na Polícia Federal (PF).

A deputada Carla Zambelli, postou um vídeo no início da noite desta sexta afirmando: “Grande dia, pela primeira vez na vida temos ministros e um presidente que nos representa”, disse a parlamentar. Ela ainda comemora: “A esquerdalha está toda chorando”. Veja:

Em um outro post Zambelli também defende armas e a frase citada por Jair Bolsonaro: “É escancarar a questão do armamento aqui. Eu quero todo mundo armado. Povo armado jamais será escravizado”.

O vice-líder do Governo Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados Carlos Jordy diz que se mantém muito orgulhoso do presidente. “Muito orgulho do meu voto e de pertencer à base desse Governo!”, escreveu o parlamentar.

0

Para o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o vídeo prova que Jair Bolsonaro está preocupado em servir o povo brasileiro: “A divulgação do vídeo da reunião mostra claramente um governo comandado por um homem que se preocupa em servir ao povo brasileiro”.

Veja os vídeos da reunião ministerial liberados pelo STF:

Últimas notícias