No Twitter, Dilma ataca Moro, Dallagnol e defende “sepultar” a Lava Jato

A ex-presidente se refere às conversas que fazem parte da Operação Spoofing, que prendeu suspeitos de invadir celulares de autoridades

atualizado 07/02/2021 17:48

Rafaela Felicciano/Metrópoles

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) usou o Twitter neste domingo (7/2) para falar sobre as conversas divulgadas entre procuradores da Operação Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro. Para Dilma, “as gravações são suficientes para sepultar de vez a suposta imparcialidade da Operação Lava Jato”.

Dilma se refere às conversas que fazem parte da Operação Spoofing, que, em julho de 2019, prendeu suspeitos de invadir celulares de Moro e de procuradores em Curitiba.

Outra parte dos diálogos já tinha vindo a público e revelava Moro orientando os procuradores – entre eles Deltan Dallagnol – sobre como apresentar a denúncia contra o petista no caso do triplex do Guarujá.

Os diálogos foram obtidos pelos advogados de Lula depois que o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que eles poderiam ter amplo acesso ao material apreendido na Operação Spoofing.

Ainda nas redes sociais, Dilma afirma que ” o STF pode e deve declarar a suspeição de Moro e, assim, anular os processos contra Lula”.

Por fim, para a ex-presidente, “os diálogos provam que a Lava Jato manipulou o sistema de justiça”.

0

Últimas notícias