No programa de TV, Covas apela para “experiência” e Boulos aposta na periferia

Candidatos à Prefeitura de São Paulo falaram pela última vez em horário eleitoral na TV na noite desta sexta-feira. Eleição é no domingo

atualizado 27/11/2020 22:18

Bruno Covas Guilherme Boulos

São Paulo – No último programa eleitoral na TV, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), e o rival Guilherme Boulos (PSol) reforçaram as estratégias das campanhas usadas no segundo turno. Enquanto Covas voltou a citar a falta de experiência do adversário, Boulos retomou o discurso da sua ligação com a periferia.

O prefeito afirmou ainda que o “momento é sério” e há uma crise uma crise enorme para enfrentar. “Essa eleição é sobre quem tem mais experiência e mais condições de juntar forças para motivar São Paulo e oferecer a esperança de verdade. São Paulo é muito grande e diversa para estar a serviço de um único partido, de um projeto de poder. Não é hora de aventuras e de vender ilusões. Ninguém é dono da verdade”, acrescentando que o momento de pandemia exige muita responsabilidade.

Covas também fez referência ao apoio recebido por Boulos de artistas e político. “Eu estou fazendo essa campanha de forma transparente, falando olho no olho, focando nas pessoas, sem artistas famoso, sem político antigo, sem agressões. A minha aliança é com você, com a população”, disse o candidato tucano à reeleição.

Já Boulos afirmou que a prefeitura trata a população apenas como estatística. “O que nós vamos decidir no domingo é se a cidade de São Paulo vai olhar pra você como gente de verdade ou se a prefeitura vai continuar tratando você apenas como estatística, uma lembrança distante que aparece só de quatro em quatro anos”, disse.

O candidato do PSol também aproveitou para rebater as críticas de Covas sobre a sua falta experiência, citando sua trajetória no movimento social e a vice na chapa, Luiza Erundina.

“O que eu aprendi em 20 anos de movimento social e morando aqui na periferia da cidade nenhum mandato parlamentar poderia me dar . Essa é talvez a maior e mais importante diferença que eu tenho em relação àqueles que governaram a cidade nos últimos quatros anos. Minha experiência de vida me deu sensibilidade social que eu quero levar para a prefeitura, ao lado da experiência administrativa de Luiza Erundina, minha vice, e da capacidade técnica da melhor equipe de especialistas de São Paulo”, disse.

0

 

Últimas notícias