Neonazista de SP vira réu por publicações em rede social russa

Simpatizante de extrema-direita já realiza serviços comunitários por outras ações judiciais; ele confessou à PF ter feito as publicações

atualizado 29/06/2021 19:47

Polícia Federal

São Paulo – Um homem simpatizante de ideologias de extrema-direita tornou-se réu na 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo por incitação ao nazismo na internet após denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF).

Ele já presta serviços comunitários por outras ações judiciais, uma delas por integrar um grupo neonazista que agrediu pessoas em situação de rua em São Paulo, em 2011.

O crime on-line ocorreu em 2015, em uma rede social russa, e os atos foram praticados no município de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

Na ocasião, o réu era responsável pela página Misanthropic Division (Brasil), na qual foi encontrada uma imagem com um brasão que formava o símbolo da runa Othala em forma de seta (símbolo adotado por neonazistas).

Além disso, ele havia postado uma foto com nove pessoas com rostos cobertos por emojis fazendo referência a Adolf Hitler.

O réu foi identificado em ações de cooperação policial entre Brasil e Rússia. Em depoimento, ele confessou a autoria das publicações e vai responder pelo crime de  incitação à discriminação e preconceito por raça, cor, religião ou nacionalidade, podendo ser condenado a até cinco anos de prisão, além de receber uma multa. 

Mais lidas
Últimas notícias