MP pede prisão de técnica que simulou aplicação de vacina em idoso

Profissional é acusada por fingir aplicar a vacina contra o novo coronavírus em um idoso, morador de Niterói, Região Metropolitana do Rio

atualizado 22/02/2021 13:48

Rio de Janeiro – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou à Justiça e pediu a prisão preventiva da técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita, de 42 anos, indiciada pela polícia por peculato e crime contra a saúde pública.

A profissional é acusada por não aplicar a vacina contra o novo coronavírus em um idoso, morador de Niterói, Região Metropolitana do Rio. Em depoimento à Polícia Civil, ela alegou que estava “extremamente cansada e estressada”.

Para justificar a necessidade da prisão preventiva, o MP afirma que, “tratando-se de uma profissional de saúde, sua liberdade traz riscos para a ordem pública, sendo a custódia cautelar preventiva solicitada a medida necessária para a prevenção do crime narrado”.

Últimas notícias