MP investiga quatro policiais civis em ação com 27 mortos no Jacarezinho

Na ação policial, com o maior número de mortos da história do Rio, dia 6 de maio, um agente também foi morto em confronto na comunidade

atualizado 08/10/2021 18:53

Becos com marcas de tiros no JacarezinhoFoto: Aline Massuca/Metrópoles

Rio de Janeiro – O Ministério Público investiga quatro policiais civis no inquérito que apura as 27 mortes de suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na comunidade do Jacarezinho, zona norte, no dia 6 de maio. Na ação policial, considerada a mais letal da história do Rio, um policial civil também foi morto no confronto.

A informação é do G1. Os promotores apuram se houve execuções ou os casos se deram em legítima defesa. Os nomes de 24 policiais constam nos registros de ocorrência com mortes. Foram ouvidas 24 testemunhas.

0

A investigação independente dos promotores conta ainda com perícia de materiais recolhidos nos locais, como roupas das vítimas. Laudos das necropsias feitas em 27 mortos na operação apontam que um dos corpos foi atingido por tiro à curta distância e que quatros outros acabaram feridos pelas costas.

Pelo menos 200 policias participaram da ação. O Supremo Tribunal Federal também determinou que Ministério Público Federal apure a operação.

Últimas notícias