Ministério Público vai investigar invasão ao clube do Vasco no Rio

Representantes do clube se reuniram com o procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, na segunda-feira (27/9) e pediram providências

atualizado 28/09/2021 12:40

Invasão de torcedores na sede do vascoReprodução rede social

Rio de Janeiro – A pedido do Vasco, o Ministério Público vai investigar a invasão à sala da presidência em 10 de setembro em São Januário, na zona norte. De acordo com a direção, a violência foi feita por torcedores uniformizados com intimidações e ameaças a membros da administração e funcionários.

A reunião de integrantes do Gigante da Colina com o procurador-geral de Justiça, Luciano Mattos, aconteceu na segunda-feira (28/9).

Em nota, o Ministério Público informou que “os dirigentes ressaltaram a preocupação com a segurança dos funcionários, sócios e frequentadores de São Januário. Destacaram, ainda, que a representação entregue ao MPRJ tem como objetivo cessar os ataques à sede do clube e a incitação à violência”.

Nas redes sociais foram divulgados vídeos em que os membros das organizadas questionam onde o presidente Jorge Salgado e outros membros da diretoria vascaína se encontram. O torcedor defendeu que não se tratava de uma invasão já que, segundo ele, “a casa é nossa”.

Últimas notícias