“Não tinha inimigos”, diz pai de empresário desaparecido no Rio

Alberto Romano Júnior sumiu na sexta-feira (24/9) após sair de um shopping. Carro foi encontrado sem pertences e passa por perícia

atualizado 30/09/2021 10:37

Romano Júnior, empresário desaparecidoReprodução/Instagram

Na tarde desta segunda-feira (27/9), a Polícia Civil realiza perícia no carro do empresário Alberto César Romano Júnior, 33 anos, desaparecido desde sexta-feira (24/9) após sair do shopping Barra World, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro. O veículo foi localizado no domingo (26/9) no bairro de Santa Cruz, na mesma região, a cerca de 28 quilômetros do centro comercial, onde Alberto tinha o costume de cortar o cabelo.

A família teme que Alberto tenha sido sequestrado ao sair do shopping. “Ele não tinha inimigos, é querido por todos, tem muitos amigos. Estamos aflitos, porque a gente nunca deixa de falar no grupo da família, conversamos muitas vezes ao dia. Então a aflição é realmente grande”, desabafou Alberto César Romano, pai do rapaz, ao Metrópoles.

0

Nesta segunda, o pai e o irmão do empresário, Marcelo Romano, prestaram depoimento na Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), que investiga o sumiço do rapaz. Por mais de três horas, os dois forneceram informações pessoais de Alberto para que a polícia dê continuidade às investigações. “Falamos sobre a rotina do meu filho, os contatos, pessoas com quem ele se relaciona… informações mesmo, porque a polícia precisa delas para trabalhar”, disse o pai.

Romano contou que o carro foi encontrado trancado e sem marcas externas aparentes. “Não tinha nenhum pertence dele no carro, mas não havia vestígio de nada. Estava normal, estacionaram o carro, abandonaram na calçada e foram embora”, afirmou.

O GPS do celular apontou que o veículo passou por Campo Grande, também na zona oeste, provavelmente via Guaratiba. A polícia busca imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a traçar o caminho percorrido pelo carro.

O irmão de Alberto, Marcelo Romano, publicou um vídeo no Instagram em que o irmão canta feliz em uma ocasião festiva. “Irmão, aparece por favor! Estamos dilacerados”, disse.

No Facebook, uma amiga de Alberto publicou que ele é calmo e frequenta a Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca. “Cristão, de boa índole, calmo, tem vários amigos. Estamos muito chateados, mas seguimos em oração”, escreveu.

Em nota, a Polícia Civil informou que “diligências estão em andamento para localizar a vítima e esclarecer o caso”.

Últimas notícias