*
 

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, afirmou na tarde desta sexta-feira (6/4) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai permanecer no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, junto com a militância do partido.

Segundo a petista, ao permanecer no sindicato, mesmo após o fim do prazo dado pelo juiz Sérgio Moro para que ele se entregasse, o político não está descumprindo nenhuma ordem judicial. Para a senadora, a decisão de Moro dava a opção a Lula, mas não o obrigava.

Gleisi disse que haverá amanhã, na sede do sindicato, às 9h30, uma missa em homenagem a Dona Marisa, mulher de Lula que faleceu no ano passado.

A petista disse ainda que Lula decidiu ficar porque ainda aguarda as manifestações da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação a recursos impetrados pela defesa do ex-presidente.