*
 

Enviadas especiais a Curitiba (PR) – Após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciar que não deverá se apresentar voluntariamente na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), a PF já prepara um jatinho para conduzir o político de São Paulo, onde se encontra, até o aeroporto Afonso Pena, na capital paranaense. De lá, o petista deverá tomar um helicóptero até a carceragem.

Pela decisão do juiz Sérgio Moro, expedida na noite dessa quinta-feira (5/4), Lula deverá se entregar voluntariamente até as 17h desta sexta (6). Segundo o chefe da Custódia da Superintendência da PF em Curitiba, Jorge Chastalo, caso isso não ocorra, uma equipe de agentes em São Paulo deverá ser acionada.

Lula está desde a noite dessa quinta (5) na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (SP). Na hipótese de o ex-presidente retornar à residência dele, a Polícia Federal poderá detê-lo apenas até as 18h. Se o petista permanecer no sindicato, poderá ser preso a qualquer momento.

A chegada de Lula à Superintendência da PF deverá contar com reforço na segurança. Uma equipe especializada em distúrbios civis, afirma Chastalo, já foi acionada.

O petista foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).