*
 

A holding J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, efetuou o pagamento de R$ 50 milhões referentes à primeira de cinco parcelas semestrais, previstas em acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal do DF (MPF-DF).

O órgão informou nesta terça-feira (14/11) que a empresa fez o depósito em juízo no dia 8 de novembro, em conta vinculada à 10ª Vara Federal do DF. A quantia se refere à multa e ressarcimento devido às irregularidades descobertas no âmbito da Operação Greenfield, que investiga aportes de fundos de pensão.

Pelo acordo estabelecido, a holding deverá pagar R$ 10,3 bilhões diretamente à União, ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), à Fundação dos Economiários Federais (Funcef), ao Petros, à Caixa Econômica Federal, ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a projetos sociais. Os valores devem sofrer correção monetária.

Com o primeiro pagamento, BNDES, Funcef, Petros e União devem receber cerca de R$ 8,4 milhões; Caixa e FGTS, R$ 2,4 milhões; e R$ 11 mil serão destinados à execução de projetos sociais. Os valores seguintes, segundo o MPF-DF, devem ser remetidos diretamente às instituições.

Após o pagamento das cinco parcelas de R$ 50 milhões, outras 22 anuais devem cobrir o saldo devedor, com vencimento a partir de 1º de dezembro de 2020.

 

 

COMENTE

pagamentoacordo de leniênciaoperação greenfieldMPF-DF^j&f
comunicar erro à redação