Fux afirma ser necessário Supremo analisar caso da vacina do coronavírus

O presidente da Corte disse que é comum os mais variados temas pararem no plenário e exigirem uma resposta

atualizado 23/10/2020 17:04

Cerimônia posse do ministro Luiz Fux na presidência do Supremo Tribunal Federal STFIgo Estrela/Metrópoles

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, afirmou nesta sexta-feira (23/10) que é necessária a análise da Corte sobre a discussão da vacina do coronavírus. As declarações foram dadas em evento on-line sobre o papel do Judiciário no atual cenário de crise, realizado pela Aliança de Advocacia Empresarial.

“Podem escrever: haverá uma judicialização, que eu acho que é necessária, nessa questão da vacinação. Não só a liberdade individual, como também os pré-requisitos para se adotar uma vacina”, ressaltou o ministro.

0

O ministro deu a declaração após afirmar que é comum os mais variados temas pararem no STF e exigirem uma resposta da Corte.

“O Supremo teve que decidir Código Florestal. Quem entende de Código Florestal no Supremo? Ninguém foi formado nisso. Idade escolar, quem entende de pedagogia ali? Questões médicas”, enumerou o ministro.

Na última quinta-feira (22/10), o partido Rede Sustentabilidade acionou o Supremo para que a Corte obrigue o governo federal a comprar 46 milhões de doses da Coronavac, vacina produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac em convênio com o Instituto Butantan, ligado ao governo paulista.

A vacinação virou motivo de embate entre o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador de São Paulo, João Dória (PSDB).

Últimas notícias