Filha de Edson Fachin assina manifesto que pede impeachment de Bolsonaro

Melina Girardi Fachin é professora da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR)

atualizado 27/01/2021 11:30

Uma das filhas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin assina um manifesto publicado por professores de direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) que pede o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Melina Girardi Fachin (imagem em destaque) é professora adjunta dos cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Direito da UFPR. Além dela, outros 42 professores assinam o manifesto. A informação foi revelada pela coluna da Mônica Bergamo no jornal Folha de S. Paulo e confirmada pelo Metrópoles.

0

“As professoras e os professores da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná, diante dos diversos crimes de responsabilidade cometidos pelo presidente da República, manifestam-se pela abertura do processo de impeachment e de seu julgamento político”, diz o texto.

“Desde que assumiu a presidência, Jair Bolsonaro vandaliza a Constituição de 1988 ao fragilizar nosso sistema democrático com ataques infundados às instituições, notadamente as de controle e investigação: Ibama, Funai, ICMbio, Coaf e Polícia Federal são os exemplos mais recentes e permanentes”, justifica.

Os professores afirmam também que Bolsonaro atenta contra a liberdade de imprensa e, com o advento da pandemia do novo coronavírus, “passou a violar, individual e institucionalmente, o direito fundamental à saúde de todas e todos os brasileiros”.

Últimas notícias