Jovem é assassinado após carreata política; suspeito é tio da vítima

Pessoas que estavam na praça presenciaram o crime. O rapaz foi socorrido, mas faleceu antes de chegar a um hospital

atualizado 26/10/2020 19:25

Samuel Sousa Leal, de 19 anos, foi esfaqueado, na madrugada deste domingo (25/10), horas depois do fim de uma carreata política promovida pelo candidato João Antunes (PTB), na cidade de Ribeiro Gonçalves, no sul do Piauí. A polícia suspeita de que o autor do crime seja o tio do rapaz.

O jovem sofreu um golpe de faca na região da virilha. A Polícia Militar informa que o corte atingiu a artéria femoral, o que aumentou a gravidade do ferimento. Samuel foi socorrido, mas faleceu antes de chegar a um hospital. As informações são do G1.

Motivação do crime

A Polícia Civil investiga se uma discussão, entre tio e sobrinho, por conta da disputa eleitoral da cidade foi a motivação do crime.

“Possivelmente essa foi a motivação. Estamos investigando, e vamos ter certeza apenas no final do inquérito”, disse o delegado Célio Benício, da Delegacia de Uruçuí.

O delegado também afirma que pessoas que estavam na praça presenciaram o crime. A polícia está em busca do homem identificado como suspeito.

Candidatos

Após o episódio, dois candidatos que disputam a prefeitura de Ribeiro Gonçalves, João Antunes (PTB) e Dr. Lindenberg (PT), se pronunciaram, nas redes sociais, sobre o ocorrido.

Ao lamentar a morte do jovem, o candidato João Antunes disse que o crime não teve relação com a carreata. “Acreditamos que as disputas políticas não são feitas com violência e sim com propostas e debates”, diz a nota.

Já Dr. Lindenberg disse em postagem: “Vivemos em uma sociedade democrática, na qual não é mais possível admitir que a violência seja utilizada para calar o direito de livre expressão dos nossos cidadãos e cidadãs ribeirenses”

0

 

Últimas notícias