Jefferson tem “discreta” anemia, diz Seap; para médico, caso é grave

Jefferson está preso desde outubro, após atirar em policiais federais. Médico particular pede que ele deixe prisão para tratamento

atualizado 24/11/2022 19:02

Roberto Jefferson (PTB) não teve o cabelo raspado na unidade prisional Reprodução/O Globo/Seap RJ

Preso em Bangu 8, Zona Oeste do Rio de Janeiro, desde o fim de outubro, o ex-deputado Roberto Jefferson apresenta um quadro de “discreta anemia”, informou a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (Seap-RJ) em ofício encaminhado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes nesta quinta-feira (24/11).

Segundo o documento, Jefferson se queixava de desmaio e febre e passou por exames laboratoriais básicos no último dia 18, no Pronto Socorro Geral Hamilton Agostinho (PSGHA). Ele também passou por exame para detectar possível reaparecimento dos cânceres tratados anteriormente.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Segundo o documento, os resultados constataram que o ex-deputado bolsonarista apresenta “discreta anemia, função renal preservada e eletrólitos dentro da normalidade”.

“Cumpre reiterar que a Seap, atualmente, dispõe de uma Unidade de Pronto Atendimento destinada à prestação de atendimento médico de emergência destinada à população privada de liberdade do sistema prisional fluminense, localizada no Complexo Penintenciário de Gericinó, em Bangu/RJ“, reforçou o subsecretário de Reintegração Social, Lúcio Flavio Correia Alves.

Anexado pela defesa de Jefferson, o relatório do médico particular do presidiário discorda da Secretaria, e pede que ele deixe a prisão para ser encaminhado ao Hospital Samaritano Barra. Segundo o laudo, Jefferson apresenta quadro de “colangite, perda de peso, infecção por fungos, inchaço nos membros inferiores e anemia, com suspeita de recidiva tumoral”.

“O paciente necessita urgentemente ser internado em unidade hospitalar que permita fazer exames específicos para avaliação de colangite, restadiamento dos cânceres operados e/ou tratados com quimioterápicos (pâncreas, cólon, testículo) ou com outros agentes tireóide (cirurgia e iodoterapia), exame específico para o coração devido à stent farmacológico colocado e edema de membros inferiores e controle de nódulo hepático e dos tumores supra referidos, devido à possibilidade de recorrência indicada para perda de peso severa e anemia”, recomenda o relatório.

Médico particular do ex-parlamentar, Antônio Talvane Torres de Oliveira pede que o paciente seja levado a centros hospitalares para fazer, no total, 13 exames radiológicos, além de análises de sangue.

Jefferson de volta a Bangu

O ex-deputado voltou ao complexo prisional no último mês, quando atirou e jogou granadas em policias que tentavam cumprir ordem de prisão para Jefferson que, naquele momento, cumpria prisão domiciliar.

A decisão ocorreu depois que o político disparou uma série de ataques misóginos à ministra Cármen Lúcia, do STF, e descumpriu determinação judicial.

Mais lidas
Últimas notícias