Integrantes de facção vinculada ao Comando Vermelho são presos em GO

Segundo a PCGO, os integrantes da quadrilha são suspeitos de envolvimento em quatro homicídios em que as vítimas foram carbonizadas

atualizado 28/04/2021 21:11

goias policia civil prende integrante de grupo criminoso vinculado ao comando vermelhoReprodução/Polícia Civil

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios e Grupo de Investigação de Homicídios de Trindade, na Região Metropolitana da capital, deflagrou nessa terça-feira (27/4) a operação Incendiários, cujo objetivo era a prisão de integrantes do grupo criminoso denominado Tropa do Baiano, vinculado à facção criminosa Comando Vermelho. Oito pessoas foram presas.

De acordo com a corporação, os integrantes do grupo criminoso são suspeitos de envolvimento em, ao menos, quatro homicídios, sendo que três deles ocorreram na região norte de Goiânia e um em Trindade. Três vítimas foram encontradas carbonizadas. Os crimes ocorreram entre outubro de 2020 e março de 2021.

O grupo era liderado de dentro do presídio de Goianira (GO) pelo detento José Roberto Marcelino de Oliveira, vulgo Baiano, que tinha a esposa, Eliene de Lima Noto, como principal comparsa, além de João Bezerra de Oliveira, apelidado de Baixinho.

Também integravam o grupo criminoso Francisco Lucas Pereira Brandão, Edson Gomes da Silva e Brenda de Lima Pimenta.

Conforme descrição da polícia, a principal atividade desenvolvida pelo grupo era o tráfico de drogas nos bairros Orlando de Moraes e Residencial Antônio Carlos Pires, na capital.

Durante a investigação, foi constatado que o grupo agia de forma extremamente cruel e covarde – as vítimas eram atraídas para a residência de um dos investigados e agredidas brutalmente com golpes de faca e marreta até a morte.

Após a prática dos crimes, os investigados desovavam as vítimas em local ermo e ateavam fogo. Todos os homicídios estão relacionados com as atividades criminosas do grupo.

Ainda de acordo com a corporação, o grupo aterrorizava os moradores do bairro que, de alguma forma, contrariavam as ordens de seus integrantes.

Durante a operação, foram apreendidos em poder dos investigados duas armas de fogo, dinheiro e uma quantidade considerável de drogas, entre maconha, crack e cocaína.

Mais lidas
Últimas notícias