PF prende “Bebezão” do PCC, um dos líderes da facção

Também foram detidos outros 15 suspeitos de integrarem a cúpula da organização criminosa na região de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul

atualizado 24/03/2021 14:18

Reprodução

A Polícia Federal (PF) e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad) prenderam, nesta terça feira (23/3), 16 pessoas suspeitas de integrarem a cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) na região de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul. Entre os detidos está um homem conhecido como “Bebezão”, que é apontado como um dos líderes do grupo. A ordem de prisão contra ele havia sido expedida no dia 6 de fevereiro de 2021, em um desdobramento da Operação Exílio — investigação que também mirou o tráfico de drogas e armas.

As prisões desta terça integraram a segunda fase da Operação Fronteira Segura, que tem como objetivo desarticular suposta organização criminosa vinculada ao PCC, que atua no tráfico internacional de drogas e de armas a partir da fronteira do Brasil com o Paraguai.

De acordo com a PF, ao longo das investigações foi identificado que a facção estava se reestruturando após sofrer “perdas significativas” na Operação Exílio. A corporação indicou ainda que ao longo das diligências foram apreendidos diversos fuzis e munições de grosso calibre.

Últimas notícias