Índia pode atrasar entrega de vacina para o Brasil, diz jornal

Fiocruz afirma que já estava ciente do atraso por conta de demanda interna da Índia e estima entrega regular de doses nos próximos meses

atualizado 17/06/2021 18:07

vacina de oxford/astrazeneca Danny Lawson/PA Images/GettyImages

De acordo com reportagem do jornal Times da Índia, o país vai atrasar novos envios da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 para o Brasil, Arábia Saudita e Marrocos.

Ainda segundo apuração da Agência Reuters, o Instituto Serum, que produz o imunizante, estima o atraso de entrega para as encomendas internacionais por causa da alta demanda pela vacina dentro de território indiano, que possui prioridade.

O Instituto indiano também diz que teve que reelaborar sua logística de produção após um incêndio matar cinco trabalhadores em uma fábrica do instituto.

O Brasil espera receber mais de 8 milhões de doses de vacina da Índia, dentro de um acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mas cujo cronograma oficial de entregas ficou para abril.

Atrasos anteriores já fizeram a AstraZeneca oferecer 12 milhões de doses prontas para o Brasil. Destas, 4 milhões já foram entregues. A expectativa do país era receber as 8 milhões de doses restantes em março e abril, mas, no dia 8 de março, o então ministro Eduardo Pazuello foi informado de que a Índia proibiu a exportação, alegando demanda nacional.

Em nota à imprensa, a Fiocruz diz: “As oito milhões de doses serão importadas ao longo dos próximos dois meses, em cronograma ainda a confirmar”.

A Fiocruz afirma que ainda estima que a Índia entregue 20 milhões de doses por mês ao Brasil a partir de abril.

Em janeiro, o Brasil chegou a preparar um avião para trazer vacinas indianas para o país, mas a negociação foi marcada por trapalhadas políticas e diplomáticas, fazendo com que o voo fosse cancelado.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Mais lidas
Últimas notícias