Metrópoles é o 15° site mais acessado do Brasil de acordo com a Amazon

O portal ocupa a terceira posição ao levar em conta apenas as páginas de notícias e é o único representante do Distrito Federal na lista

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 18/10/2018 12:04

Na semana após o primeiro turno das Eleições 2018, o Metrópoles entrou no ranking dos 15 sites mais acessados do Brasil. A lista elaborada pelo Alexa, ferramenta comandada pela Amazon, foca em avaliação de tráfego da web e análise de dados. O portal aparece na frente de marcas como Netflix e Twitter.

Apesar de ter somente três anos de existência, o Metrópoles é o único representante do Distrito Federal na lista. A página ocupa ainda a terceira posição quando considerados somente os portais de notícias, atrás apenas da Globo.com e do UOL.

Entre as três empresas especializadas em conteúdo jornalístico, o site tem o melhor desempenho nas ferramentas de busca, somando 37,5% do tráfego total.

Para elencar os sites, o Alexa combina a média de visitantes com as visualizações de páginas diárias do mês. O ranqueamento é global e regional, mas a lista local pode conter marcas internacionais caso elas tenham popularidade no país avaliado.

Moises Dias/Metrópoles

No mês de agosto, o Metrópoles bateu todos os seus recordes de acessos, de acordo com o Google Analytics. O portal acumulou mais de 173 milhões de páginas visualizadas e 25 milhões de usuários únicos, consolidando-se como o veículo de comunicação mais procurado da Região Centro-Oeste e um dos mais visitados no Brasil.

As matérias do portal receberam, no segundo semestre, reconhecimento pelo seu conteúdo de excelência. O Metrópoles foi indicado ao Prêmio Gabriel García Márquez de Periodismo, um dos mais importantes do mundo. A reportagem Chacinas nos presídios: conheça as 123 histórias dos detentos mortos concorreu na categoria Inovação, com veículos de países como Espanha, Paraguai, Peru, Venezuela, Reino Unido, México e Costa Rica.

O portal recebeu também três indicações na 25ª edição do Prêmio CNT de Jornalismo. A matéria Caminhoneiras, Codinome Coragem disputa o troféu nas categorias Internet e Fotografia. A reportagem Aviação Agrícola: Perigo no Céu e na Terra concorre com trabalhos sobre Meio Ambiente e Transporte. E, por fim, o site é finalista do Prêmio Estácio de Jornalismo. A matéria Abandonadas, Assim Caminham as Escolas com as Piores Notas do Enem compete na categoria Internet.

O Alexa foi fundado em 1996, quando a internet ainda engatinhava no Brasil. Desde o início, o site tem como função medir o tráfego de usuários nos vários portais do mundo. Em 1999, a Amazon, gigante do e-commerce, adquiriu o serviço.

Últimas notícias