*
 

O Metrópoles é vencedor do 24º Prêmio CNT de Jornalismo, na categoria Internet. A reportagem ganhadora, “Transbrasil – Um embarque para o crime nas rodovias brasileiras”, assinada pelos repórteres Mirelle Pinheiro e Suzano Almeida, envolveu uma equipe de 17 profissionais de fotografia, arte, vídeo, edição, tecnologia e revisão.

A apuração reuniu provas contra uma quadrilha responsável por vender cópias de liminares pela Transbrasil, que coloca nas estradas ônibus sem condições de rodar e põe em risco a vida de milhares de pessoas.

“Essa reportagem foi um ato de coragem. Nossos repórteres se arriscaram para jogar luz sobre um esquema criminoso que corta o Brasil a partir de suas rodovias. O reconhecimento de um prêmio tão prestigiado quanto o da CNT é um dos sinais de que todo o esforço valeu a pena”, afirma a diretora de Redação do Metrópoles, Lilian Tahan.

Foram percorridos mais de 10 mil quilômetros para revelar como agiam os bandidos. “Os repórteres caíram na estrada e o nosso design buscou passar visualmente a experiência da viagem ao leitor”, explica o editor de Arte do Metrópoles, Gui Prímola.

O diretor de Tecnologia da Informação do portal, Allan Rabelo, destaca o papel da TI na narrativa virtual. “Na web, as ferramentas tecnológicas ajudam os jornalistas a contarem suas histórias. Cada recurso pode oferecer experiência ao usuário, despertando impressões e percepções. Neste especial, usamos linguagem de programação responsiva, acessível e diversificada.”

O site também foi finalista na categoria Meio Ambiente, com a reportagem “A poluição oleosa que sai do seu carro e contamina a capital do país”. É o segundo ano consecutivo que o Metrópoles vence a categoria Internet no Prêmio CNT. Em 2016, a ganhadora foi “Avisa quando chegar – O assédio que paralisa as mulheres”, sobre assédio sexual no transporte público.

Reconhecimento
Na semana passada, o Metrópoles conquistou o segundo lugar no prêmio ANPTrilhos de Jornalismo, na categoria Mídia Digital, com a reportagem “Avisa quando chegar — O assédio que paralisa as mulheres”.

O trabalho também levou atestado de excelência, no quesito Projeto, no prêmio da Society for News Design (Sociedade do Design de Notícias, em tradução livre), organização internacional que apoia profissionais da imprensa e premiou o Melhor Design Digital de 2016, considerado o Oscar do jornalismo gráfico.

Além da matéria sobre transporte público, o SDN reconheceu, na categoria Notícias Diárias: Cobertura Programada, a reportagem “Um Impeachment em Quadrinhos“, sobre a derrocada da presidente Dilma Rousseff (PT).

Em apenas dois anos de existência, o Metrópoles tem se destacado com a conquista de expressivas premiações nacionais e até internacionais. O portal venceu o Prêmio Longevidade de Jornalismo Bradesco Seguros, na categoria Mídia Digital, com a reportagem “Chegamos à quarta idade. E agora, estamos preparados?”.

Em 17 de agosto, a reportagem “Ossos do ofício: a rotina cruel dos trabalhadores de frigoríficos” foi a vencedora do prêmio Ministério Público do Trabalho (MPT) de Jornalismo 2017 nas categorias Webjornalismo Nacional e Regional Centro-Oeste.

Em 2016, o portal ganhou o Prêmio Engenho de Comunicação, que reconhece veículos e jornalistas que produzem notícias a partir da capital federal, na categoria Melhor Site. Também faturou o Prêmio Abracopel de Jornalismo com a reportagem “Distrito Federal registra alta nos acidentes elétricos em 2016”.

Sagrou-se ainda vencedor no concurso da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de Jornalismo 2016 na categoria Destaque Regional Centro-Oeste. A reportagem selecionada pelos jurados foi “O despertar do Centro-Oeste para a revolução industrial”, que debate o desenvolvimento econômico da região. A matéria “Feira dos Importados – A Máfia do Comércio de Rua” foi finalista na mesma categoria.

Em dezembro de 2015, a reportagem especial “Um deserto chamado Distrito Federal” foi escolhida como a melhor cobertura na categoria Utilidade Pública para Internet do 2º Prêmio Corpo de Bombeiros de Comunicação. Foram avaliadas 867 matérias de veículos impressos, internet, rádio e tevê.

O portal ainda é finalista do 23º Concurso Latinoamericano de Fotografia Documental. O trabalho “Confronto entre a Polícia Legislativa e Agentes Penitenciários no Congresso Nacional”, da repórter fotográfica Rafaela Felicciano, está entre os 13 selecionados na categoria “Conflitos Laborais”.

No ano passado, o Metrópoles foi também finalista no Prêmio Abear de Jornalismo. A reportagem selecionada, “O céu é para todos“, faz um diagnóstico dos avanços da aviação civil nos últimos anos e lista os principais desafios do momento atual do setor.

 

 

COMENTE

Imprensa
comunicar erro à redação

Leia mais: Imprensa