*
 

O Partido dos Trabalhadores (PT) começou a convocar nesta sexta-feira (6/4), pelas redes sociais, militantes para comparecer a uma missa em homenagem a Marisa Letícia, esposa de Luiz Inácio Lula da Silva, morta em 2017. O ato está marcado para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), neste sábado (7/4), às 9h30.

O informe confirma a presença de Lula no ato religioso e reforça a tese de que o ex-presidente vai se entregar à Polícia Federal somente neste sábado (7), o que estaria em negociação com a Polícia Federal. A divulgação da cerimônia foi feita pela presidente da sigla, Gleisi Hoffmann, durante entrevista coletiva, no Sindicato dos Metalúrgicos.

De acordo com informações da Agência Estado, a parlamentar petista afirmou que Lula decidiu permanecer na sede do sindicato, porque aguarda as manifestações da ONU e do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação a recursos impetrados pelos advogados de defesa do político. Até lá, seus advogados estariam em contato com a PF para chegar a um acordo sobre a apresentação do político.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) anunciou, no carro de som localizado na porta do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Paulo, que o ex-presidente Lula pediu que toda a militância comparece à missa em memória a Marisa Letícia.