Homem planeja e paga por assalto contra si para sensibilizar namorada

Ele autorizou que assaltantes batessem nele na frente da namorada e da família para comovê-las e evitar um término. Namorado pagou R$ 800

atualizado 06/05/2022 16:05

celulares e faca utilizada em assalta planejado por namorado para comover namorada e evitar término em goiásReprodução/PCGO

Goiânia – Um homem morador de Itapaci (GO), cidade que fica a 235 Km da capital goiana, foi preso e indiciado por suspeita de planejar e pagar por um assalto contra si mesmo para se passar por vítima, sensibilizar a namorada e evitar um término de relacionamento.

A intenção dele, conforme o evidenciado pela investigação da Polícia Civil de Goiás (PCGO), era ser roubado e agredido na frente da namorada e da família dela para tentar comovê-la. O plano só foi descoberto após os assaltantes serem presos e ouvidos na delegacia.

O homem ofereceu R$ 800 e três celulares a um conhecido e um adolescente para encenarem o assalto. O crime ocorreu na noite dessa segunda-feira (2/5).

Os ladrões foram até a casa da avó da namorada, armados com um faca, e invadiram o local. Na residência, estavam a idosa, a namorada, uma tia e o homem que planejou e pagou pelo próprio roubo. Eles tiveram os telefones roubados e o contratante apanhou na frente delas, conforme o combinado previamente.

As vítimas chegaram a ser trancadas em um dos cômodos da casa, segundo o delegado responsável pelo caso, Fábio Mendanha. Elas procuraram a polícia no dia seguinte, fizeram o registro da ocorrência e a tia da namorada disse na delegacia que reconheceu um dos assaltantes. Ele seria morador da região.

Namorado autorizou tiro ou facada

O mandante, de acordo com o delegado, teria autorizado os assaltantes a darem uma facada ou, até mesmo, um tiro nele próprio, caso necessário, para transparecer o máximo de veracidade possível.

A polícia conseguiu identificar o jovem de 18 anos que havia sido contratado e ele confessou na delegacia todo o plano, revelando que tudo havia sido arquitetado. Diante da elucidação, não restou opção ao namorado a não ser confessar também.

Prisão preventiva

O adolescente que participou do assalto foi liberado, após ser apreendido. O mandante e o conhecido seguem presos. O Ministério Público de Goiás (MPGO) solicitou a prisão preventiva dos dois.

Eles deverão responder por roubo com majoração por concurso de pessoas, corrupção de menor, uso de violência e restrição da liberdade das vítimas. Os celulares roubados foram encontrados e devolvidos para as vítimas.

Ainda não se sabe se, após a armação com assalto simulado, a mulher manteve o relacionamento ou resolveu terminar com o homem.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias