Homem é preso na Chapada dos Veadeiros por estuprar filha surda-muda

Suspeito praticou crime reiterado contra a jovem, com 22 anos, mesmo ela estando grávida e casada. Denúncia foi feita pela mãe da vítima

atualizado 02/03/2021 13:30

Polícia Civil de Goiás em ação para prender acusado de estupro em Alto ParaísoReprodução/Polícia Civil de Goiás

Goiânia – Um homem de 44 anos foi preso nesta terça-feira (2/3) em São João D’Aliança (GO), cidade que fica na região da Chapada dos Veadeiros, suspeito de estuprar a filha que é surda e muda. Em depoimento, a jovem que tem hoje 22 anos, está grávida e casada revelou ter sofrido estupros reiterados cometidos por ele, desde muito jovem até os dias atuais.

A vítima relatou que, mesmo comprometida, o pai se aproveitava quando o marido dela saía de casa para trabalhar para visitá-la e cometer o crime. Além disso, segundo ela, ele se apropriava do cartão dela de benefício da Previdência Social.

O caso chegou à polícia depois de denúncia feita pela ex-companheira do suspeito e mãe da vítima. Ela, que tem 38 anos, disse que desconfiava dos abusos cometidos por ele e declarou já ter encontrado papel higiênico manchado de sangue ao lado da cama em que a filha dormia.

A Polícia Civil de Goiás cumpriu dois mandados contra o autor: um de prisão preventiva e outro de busca e apreensão. Ele foi detido no âmbito da segunda fase da Operação 1989, que apura crimes sexuais na região e que leva esse nome por ser o ano em que a Organização das Nações Unidas (ONU) promulgou a Declaração dos Direitos da Criança.

Veja o momento da prisão:

Tentativa contra vulnerável

O mesmo homem é suspeito de cometer tentativa de estupro de vulnerável contra a enteada de 13 anos. O caso também foi relatado pela ex-companheira à delegada Bárbara Buttini, que atende na delegacia de Alto Paraíso, também na região da Chapada.

A mãe das vítimas contou à investigação que o o homem havia descumprido medida protetiva que foi expedida a favor dela. Por isso, ele é agora investigado em dois inquéritos policiais: um pelo crime de descumprimento da ordem judicial, pela tentativa de estupro de vulnerável e estupro reiterado contra a filha surda-muda e outro pela apropriação de benefícios de pessoa com deficiência.

O homem foi encaminhado para a unidade prisional da cidade e está à disposição da Justiça. Segundo a delegada, ele foi indiciado pelos crimes investigados.

Outro caso

Na primeira fase da Operação 1989, deflagrada no dia 25 de fevereiro, um homem de 38 anos foi preso em Água Fria, também na região, suspeito de estuprar continuamente a enteada por quatro anos, dos 8 aos 12 anos de idade. A adolescente, hoje com 14 anos, confirmou o fato à polícia e disse que chegou a ser dopada pelo padrasto.

Perícia constatou que houve a adolescente foi vítima de abusos. O homem foi preso na zona rural da cidade e a equipe de investigação apurou elementos que levantam suspeita sobre supostos estupros cometidos por ele contra outras crianças.

Últimas notícias