Homem é feito refém por 4 dias em boate para pagar dívida de R$ 30 mil

Seis pessoas foram presas. Ele pagou R$ 9 mil aos suspeitos, valor que admitiu ter gasto

atualizado 22/05/2019 13:32

Um homem foi mantido em cárcere privado por quatro dias em uma boate em Curitiba (PR). Segundo a Polícia Civil, ele foi feito refém devido a uma suposta cobrança de dívida. Ao todo, seis pessoas foram presas, entre elas dois homens e quatro mulheres.

A vítima tinha ido ao local com um primo, na tarde de quinta-feira (16/05/2019). Na madrugada do dia seguinte, os proprietários do estabelecimento proibiram a saída do homem. Os suspeitos exigiam R$ 30 mil para libertar a vítima. Segundo familiares, R$ 9 mil já teriam sido pagos mediante extorsão.

Segundo o delegado Rinaldo Ivanike, que investiga o caso, a vítima conseguiu entrar em contato com a esposa utilizando um celular, escondido dos ladrões. Foi quando ele decidiu pagar, com cartão, parte da quantia.

“Tem mensagens dele pedindo ‘pelo amor de Deus, me ajude’, ‘levante o dinheiro para eu poder sair daqui'”, disse o delegado à imprensa sobre as conversas que a vítima teve com a esposa.

Ao chegar no local, os policiais encontraram o homem em um quarto da boate. Ele estava cercado pelos seguranças e uma mulher. À polícia, a vítima disse que só tinha consumido R$ 9 mil, e não R$ 30 mil. Os seis suspeitos estão presos à disposição da Justiça.

Últimas notícias