Vídeo: homem mantém mulher em cárcere e agride PM, que revida com tiro

Vizinhos registraram a ação, em Planaltina. Agressor ataca policiais e militar dá tiro de advertência antes de prender suspeito

Imagem cedida ao MetrópolesImagem cedida ao Metrópoles

atualizado 20/05/2019 9:25

Um caso de violência doméstica e resistência à prisão assustou moradores de Planaltina na tarde deste domingo (19/05/2019). Uma mulher que estava sendo mantida em cárcere privado pelo companheiro conseguiu ligar para a Polícia Militar e pedir socorro.

Quando os PMs chegaram ao imóvel, conseguiram acabar com a confusão. No entanto, o suspeito caminhou até a casa da mãe, próximo ao local onde ele mora, pegou um pedaço de pau e agrediu os PMs.

Ele ignorou as ordens para se render e um dos policiais precisou efetuar um disparo de advertência. Para não ferir o homem, o militar mirou a parede. O suspeito foi preso e levado à delegacia. O caso foi registrado em vídeo.

Veja abaixo:

Até a última atualização desta reportagem, a ocorrência ainda estava em curso e a identidade dos envolvidos não havia sido divulgada.

Neste 2019, o Metrópoles inicia um projeto editorial para dar visibilidade às tragédias provocadas pela violência de gênero. As histórias de todas as vítimas de feminicídio do Distrito Federal serão contadas em perfis escritos por profissionais do sexo feminino (jornalistas, fotógrafas, artistas gráficas e cinegrafistas), com o propósito de aproximar as pessoas da trajetória de vida dessas mulheres.

O Elas por Elas propõe manter em pauta, durante todo o ano, o tema da violência contra a mulher para alertar a população e as autoridades sobre as graves consequências da cultura do machismo que persiste no país.

Desde 1° de janeiro, um contador está em destaque na capa do portal para monitorar e ressaltar os casos de Maria da Penha registrados no DF. Mas nossa maior energia será despendida para humanizar as estatísticas frias, que dão uma dimensão da gravidade do problema, porém não alcançam o poder da empatia, o único capaz de interromper a indiferença diante dos pedidos de socorro de tantas brasileira.

Últimas notícias