Homem comete ato racista contra guarda municipal e vai preso em MG

O suspeito se recusava a obedecer as orientações de uso da máscara e do distanciamento social. Caso ocorreu na fila de um banco

atualizado 15/08/2020 10:10

Um homem foi detido após discriminar, em ato de cunho racista, um guarda civil de Contagem, na Grande Belo Horizonte. O suspeito se recusava a obedecer as orientações do oficial, que pedia para todos colocarem máscaras e manter o distanciamento social.

O homem foi levado para a 6ª Delegacia de Polícia Civil da cidade. De acordo com a Guarda Civil, o oficial orientava pessoas em fila de uma agência bancária. Ele explicava sobre a aglomeração em uma fila no local, sobre a importância do uso de máscaras em lugares públicos e o distanciamento previsto por decreto municipal de enfrentamento à Covid-19.

Todos estavam de acordo com as orientações sobre as medidas preventivas a serem tomadas, mas um homem começou a dirigir uma série de palavras contra o guarda, dizendo que descumpriria as orientações e que o agente de não deveria estar ali, por fazer o que não era serviço dele.

Leia a reportagem completa em BHAZ, site parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias