Goiás chega a 10% da população vacinada com 1ª dose contra Covid-19

Até o momento, cerca de 720 mil pessoas já receberam a primeira dose do imunizante. Dessas, apenas 231 mil tiveram o reforço da vacina

atualizado 18/04/2021 11:53

Vacina sendo preparada para aplicação em GoiâniaVinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – O estado de Goiás chegou a pouco mais de 10% da população imunizada com a primeira dose da vacina contra a Covid-19, cerca de três meses depois do início da vacinação. Segundo dados do painel on-line da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), com atualização em tempo real, na manhã deste domingo (18/4) tinham sido aplicadas 728.276 doses, referente à primeira, e 235.581, em relação à segunda.

De acordo com a pasta da Saúde, o total de doses aplicadas (951,7 mil) corresponde a 82% de 1,15 milhão de doses distribuídas. Em relação às vacinas, Goiás já recebeu 1.186.680 doses da Coronavac e outras 371.200 da AstraZeneca. Dessa forma, existem cerca de 400 mil doses na rede de frio da secretaria, parte delas reservadas para a dose de reforço.

Conforme os dados da pasta, até o momento, a população idosa foi a mais imunizada, com 526,4 mil pessoas vacinadas em primeira dose e, outras 138,6 mil, com a segunda. Já entre os profissionais de saúde, 156,9 mil receberam a primeira dose, enquanto 84,5 mil tomaram o reforço.

Os profissionais das forças de segurança que também foram incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 somam 9,8 mil que receberam a dose inicial e 647 com as duas. Isso corresponde a 40% do efetivo da ativa, que tem aproximadamente 24 mil servidores, entre policiais civis, militares, penais, bombeiros e outros.

Retomada

Prefeitura de Goiânia retomou nesse sábado (17/4) a vacinação da primeira dose da vacina contra a Covid-19. Agora, podem se vacinar idosos a partir de 62 anos.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou um novo cronograma de vacinação com programação já confirmada até a próxima terça-feira (20/4). Até lá, estão previstas aplicações de primeira e segunda doses, com atendimentos por ordem alfabética de grupos de idosos e agendamento para profissionais de saúde.

A SMS ressalta que as pessoas devem ficar atentas para os dias e horários específicos, uma vez que vários grupos de diferentes doses serão atendidos simultaneamente nos mesmos dias, em diferentes locais.

0
Suspensão

Na capital, a vacinação da primeira dose contra a Covid-19 ficou temporariamente suspensa para o público em geral. Apenas trabalhadores da saúde com idade acima de 50 anos estavam sendo imunizados, por meio de agendamento.

Nesse caso, a vacinação era agendada pelo aplicativo Prefeitura 24 horas e nas instituições determinadas para o atendimento. Para a imunização é necessário apresentar a documentação pessoal (CPF e RG), comprovante de endereço e de vínculo empregatício.

A aplicação da primeira dose para idosos em Goiânia foi suspensa no dia 31 de março e, segundo a Prefeitura de Goiânia, mesmo com a chegada de novas vacinas na quinta-feira da semana passada (8/4), não foi possível retomar a vacinação por questões logísticas.

Nova remessa

O estado de Goiás recebeu na madrugada de sexta-feira (16/4) mais 187.750 doses de vacinas contra a Covid-19. O anúncio foi feito pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), nas redes sociais. O lote inclui 76 mil doses da Coronavac e 111.750 unidades do consórcio AstraZeneca.

Após conferência das vacinas na Central Estadual de Rede de Frio, as doses já foram distribuídas, ainda na sexta, às 18 Regionais de Saúde para que estas realizem o repasse aos 246 municípios goianos. Conforme documento do Ministério da Saúde, os imunizantes serão destinados para aplicação da primeira e segunda doses.

Do quantitativo de primeiras doses, 5% serão para prosseguir com a imunização das forças de segurança e salvamento, 30% para profissionais e trabalhadores da saúde e o restante para seguimento da vacinação dos idosos.

De acordo com o governo de Goiás, com o novo lote será possível avançar na vacinação contra a Covid-19 no estado. Já as vacinas para o reforço deverão ser utilizadas respeitando o intervalo de cada imunizante e destinadas aos trabalhadores da saúde e população idosa.

Últimas notícias