General Heleno representará Bolsonaro no velório de Boechat

Segundo o presidente, ele e o jornalista eram amigos “há mais de 30 anos”

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 11/02/2019 21:10

A pedido do presidente Jair Bolsonaro, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, irá representá-lo nesta terça-feira (12/2) no velório do jornalista Ricardo Boechat, que será realizado no Museu da Imagem e Som (MIS), na zona de sul de São Paulo. A cerimônia terá início nesta segunda-feira (11/2) às 22h e será aberta ao público. Segundo o presidente, ele e o jornalista eram amigos “há mais de 30 anos”. Bolsonaro disse o apelido “Jacaré” foi dado por ele a Boechat.

Bolsonaro disse que se inspirou no animal para brincar com o jornalista que “gostava de falar e vivia de boca aberta no bom sentido”. A revelação foi feita pelo presidente durante entrevista na tarde de hoje (11) ao programa do jornalista José Luiz Datena, na TV Bandeirantes.

“Estamos muito pesarosos, muito sentidos com esse passamento trágico do nosso amigo Ricardo Boechat. Que Deus conforte a sua família, a família brasileira que grande parte é admiradora como jornalista”, disse o presidente, que está internado no Hospital Albert Einstein, recuperando-se da retirada da bolsa de colostomia.

Em seguida, Bolsonaro acrescentou que o brasileiro vive “momentos difíceis”. “Todo povo brasileiro que está vivendo momentos difíceis, um atrás do outro, a gente pede a Deus que dê um ponto final nisso. Um abraço a todo mundo, do amigo de vocês, Jair Bolsonaro.”

Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu na queda de um helicóptero no início da tarde desta segunda (11) em um dos acessos da Rodovia Anhanguera, que liga a capital paulista, ao interior.