Fotos: incêndio deixa rastro de destruição na Chapada dos Veadeiros

Chamas queimaram vegetação e animais na região e continuam a se alastrar para regiões de cachoeiras frequentadas por turistas

atualizado 19/09/2021 16:22

Luís Muller/Material cedido ao Metrópoles

Ao menos 15 mil hectares de cerrado foram destruídos pelo incêndio que atinge a região da Chapada dos Veadeiros, no nordeste de Goiás, há oito dias, de acordo com dados divulgados pelo Corpo de Bombeiros neste domingo (19/9). O clima quente e extremamente seco faz as chamas se alastrarem com muito mais velocidade em direção a áreas de cachoeiras frequentadas por turistas.

O fogo teve início no Vale da Lua no domingo da semana passada (12/9), em Alto Paraíso de Goiás, em um dos mais conhecidos atrativos turísticos da região. Cerca de 100 turistas que estavam no local ficaram isolados na área devido ao fogo e esperaram cerca de 1h30 para serem resgatados.

Confira imagens feitas pelo fotógrafo Luís Muller:

0

Um novo foco de incêndio foi registrado na área das Cachoeiras Almécegas, localizadas dentro da Fazenda São Bento, com entrada a 8 quilômetros de Alto Paraíso, rumo à Vila de São Jorge. Equipes atuam no local para combater as chamas.

O fogo deixa rastros de terra arrasada na vegetação e entre animais na região do cerrado goiano. Diversas espécies morreram queimadas ou devido a complicações da alta temperatura provocada pelas chamas e da fumaça que toma conta do local.

O corpo de um lobo-guará estava estendido na GO-118 na manhã deste domingo (19/9).

Confira vídeos da ação de bombeiros no local:

Rio dos Couros e Rio Tocantinzinho

Na manhã de sábado (18/9), as equipes concentraram os esforços no combate a dois focos de incêndio. Segundo o capitão do Corpo de Bombeiro, Luiz Antônio Araújo, os trabalhos foram concentrados às margens do Rio dos Couros e Rio Tocantinzinho e na região dos Cristais, em Alto Paraíso de Goiás.

No período da tarde, as equipes atuaram no combate de mais dois novos focos que surgiram: um deles em uma região conhecida como Oca e outro no Rio dos Couros. Segundo os bombeiros, o fogo também chegou perto de pontos turísticos conhecidos da Chapada dos Veadeiros, como a Cachoeira do Segredo.

“Na região do Segredo, estamos retornando monitoramento, pois foi avistada muita fumaça, só que é uma região de difícil acesso, a gente vai precisar de mais tempo para monitorar isso de forma adequada e verificar se são fumaças de braseiros ou da área queimada ou se se trata de um novo foco”, disse.

São quase 200 brigadistas, voluntários e bombeiros que atuam no combate ao incêndio. Quatro aviões lançam água na região para auxiliar as equipes com o resfriamento do solo. A Polícia Civil ainda tenta identificar os autores do incêndio criminoso.

Últimas notícias