FAB vai investigar queda de avião que matou cantor Gabriel Diniz

Anac informou que a aeronave estava em situação regular. Não havia, no entanto, autorização para voo comercial

ReproduçãoReprodução

atualizado 27/05/2019 18:17

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai apurar a queda do avião monomotor em que estava o cantor sertanejo Gabriel Diniz, nesta segunda-feira (27/05/2019), em Sergipe. O acidente causou a morte do artista e de outras  duas pessoas. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a aeronave estava em situação regular. Não havia, no entanto, autorização para voo comercial

Pertencente ao Aeroclube de Alagoas, o avião tinha apenas permissão para instrução de treinamento. Por meio de nota, a diretoria do estabelecimento lamentou o acidente e informou que está à disposição dos órgãos fiscalizadores para prestar esclarecimentos. 

Reprodução/Instagram

Segundo a Anac, as investigações sobre o acidente serão conduzidas pelo Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa II), de Pernambuco (PE). O órgão faz parte do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), do Comando da Aeronáutica.

O avião, de acordo com a agência, estava em situação regular, com Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até 2023 e Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até março de 2020.

 

Acidente
O cantor Gabriel Diniz, que estourou no Carnaval deste ano com hit Jennifer, morreu na queda de um monomotor nesta segunda-feira (27/05/2019). A aeronave caiu no povoado do Mato, em Estância (SE), na região Sul do estado. Outras duas pessoas morreram no acidente.

O cantor realizou, nesse último fim de semana, show na cidade de Feira de Santana, na Bahia. Imagens da apresentação foram publicadas no Stories do artista.

Gabriel Diniz virou uma das sensações da música brasileira com a música Jenifer, que conta com 231,9 milhões de visualizações do YouTube. O artista se destacou pela mistura do sertanejo com o forró.

Jennifer, música que o alçou ao estrelado, foi composta em Goiânia, por Allef Rodrigues, Fred Wilian, João Palá, Junior Avelar, Junior Bolo, Leo Sousa, Thales Gui e Thawan Alves. A faixa chegou a ser desprezada pelo sertanejo Gusttavo Lima.

Últimas notícias