Esposa de Dom Phillips diz a jornalista que corpos foram encontrados

A esposa do britânico afirmou ao jornalista André Trigueiro que as equipes de buscas localizaram os dois profissionais desaparecidos

atualizado 13/06/2022 10:17

Indigenista Bruno Araújo Pereira e jornalista Dom Phillips. O indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista Dom Phillips desapareceram no domingo (5/6)Arquivo pessoal

A esposa do jornalista britânico Dom Phillips, desaparecido na Amazônia junto ao indigenista Bruno Pereira no dia 5 de junho, afirmou ao repórter André Trigueiro que as equipes de buscas encontraram os corpos dos dois homens. Integrantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) e a Polícia Federal, porém, ainda não confirmaram a informação.

A esposa do desaparecido teria recebido uma ligação da Polícia Federal informando que os corpos foram localizados e devem seguir para a perícia. A Embaixada Britânica teria constatado que os cadáveres são de Dom e Bruno. Oficialmente, nenhum desses órgãos confirmou.

Pessoas ligadas à investigação afirmaram à reportagem do Metrópoles que nenhum corpo foi encontrado. Somente materiais biológicos estão em poder da polícia até o momento.

0

Dom Phillips e Bruno Pereira desapareceram em 5 de junho, na região do Vale do Javari, no Amazonas. Ambos faziam pesquisa para um livro no qual Dom trabalhava. Ele é colaborador do jornal britânico The Guardian e tem experiência na cobertura da região.

Bruno é servidor de carreira da Fundação Nacional do Índio (Funai) e estava de licença do órgão desde que foi exonerado, em 2019. Ele acompanhava o britânico na investigação sobre pesca e extração de madeira ilegal na região. Os dois profissionais desapareceram no deslocamento a barco entre a comunidade ribeirinha de São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente

Mais lidas
Últimas notícias