Escolas, bares e shoppings do Rio e de Niterói fecharão até 4 de abril

Novas medidas restritivas para conter o avanço do novo coronavírus nos municípios entram em vigor na sexta-feira (26/3)

atualizado 22/03/2021 18:40

Anúncio de novas restrições por prefeitos do Rio e NiteróiAline Freire/Metrópoles

Rio de Janeiro – O prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o prefeito de Niterói, Axel Grael, divulgaram na tarde desta segunda-feira (22/3) as novas medidas restritivas para conter o avanço do novo coronavírus nas duas cidades. Eles seguiram as recomendações dos comitês científicos dos dois municípios, que estiveram reunidos pela manhã, e decidiram deixar apenas os serviços essenciais funcionando.

Com a nova decisão, bares, restaurantes, shoppings, universidades, escolas, creches públicas e particulares deverão estar fechados até, em princípio, o dia 4 de abril. As medidas entram em vigor na sexta-feira (26/3).

“Óbvio que as pessoas querem ir para a praia. Óbvio que todos querem sair às ruas. Mas é fundamental que as pessoas entendam que é necessário. Não estamos trancando ninguém em casa”, afirmou Eduardo Paes.

“É assustadora a cena que o Daniel (Soranz, secretário de Saúde do Rio) me mostrou de 30 ambulâncias chegando no Hospital de Icaraí no mesmo momento. Não podemos brincar. Aos atores econômicos, nós entendemos às angústias de vocês mas, com as informações que recebemos, precisamos tomar decisões que podem ser incompreendidas mas depois serão compreendidas”, explicou Paes, em relação às críticas do representantes comerciais do Rio de Janeiro.

As novas medidas vão contra a proposta do governo estadual, que prevê feriadão de 10 dias, entre os dias 26 de março e 4 de abril, para que os fluminenses evitem ir às ruas. A iniciativa não estabelece o fechamento de bares e restaurantes. Em uma rede social, Paes chamou esse período sugerido pelo estado de “CastroFolia”.

Para Axel Grael, prefeito de Niterói, esse é o momento mais crítico da pandemia: “O que estamos vivendo hoje é muito mais grave do que vivemos em 2020. As coisas estão acontecendo muito rápido. Liguei para o Eduardo na quinta e já nos encontramos na sexta”.

Os secretários municipais de Saúde das cidades, Daniel Soranz (Rio) e Rodrigo Oliveira (Niterói), apresentaram as medidas.

As medidas serão publicadas nos diários oficiais dos municípios nesta terça-feira (23/3).

As novas regras são:

Educação: todas as universidades, escolas e creches públicas e particulares deverão ser fechadas.

Transporte: manutenção da oferta de transportes públicos das 5h à meia-noite, de segunda a sábado, e das 7h às 23h aos domingos, para evitar aglomerações; proibição de fretamento de ônibus intermunicipais e interestaduais, exceto de transporte de trabalhadores.

Beleza/Saúde: salões de cabeleireiro, barbearias e institutos de beleza também devem fechar. Academias também.

Lazer: praias permanecerão fechadas; parques e clubes serão fechados; festas e eventos seguem proibidos; permanência em espaços públicos segue entre 23h e 5h.

Esportes: Só estão liberados esportes ao ar livre e individuais. Os jogos de futebol do Campeonato Carioca não podem acontecer em estádios do município do Rio.

0

Últimas notícias