Empresária é encontrada morta e motivo do crime seria dívida de R$ 15 mil

O principal suspeito de ter assassinado Gilvanete de Souza Nogueira, 52 anos, foi preso. Ele e a vítima seriam próximos

atualizado 22/01/2021 9:42

Foto: Reprodução/TV SudoesteFoto: Reprodução/TV Sudoeste

A empresária Gilvanete de Souza Nogueira, de 52 anos, foi encontrada morta na quinta-feira (21/1), na zona rural de Barra do Choça, cidade no sudoeste da Bahia. Principal suspeito do crime, Everton Bruno dos Santos Miranda devia R$ 15 mil para a vítima. Ele foi preso pela Polícia Civil na quarta-feira (20/1).

Gilvanete era empresária em Vitória da Conquista, cidade a cerca de 30 km de Barra do Choça. De acordo com a polícia, Everton e a vítima eram próximos, e o suspeito teria usado o CNPJ da mulher, com o consentimento dela, para comprar mercadorias. O criminoso se recusava a pagar a dívida, que já alcançava R$ 15 mil.

O corpo de Gilvanete foi encontrado por uma cadela farejadora da Polícia Militar. A vítima estava desaparecida desde terça-feira (19/1).

Se condenado, Everton Bruno deve responder pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Últimas notícias